Pos-ARQ

CONTEXTO

A criação do PósARQ refletiu o investimento de mais de dez anos na formação doutoral do corpo docente do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Santa Catarina. Criado em 2001 por professores deste Departamento, foi homologado e teve sua primeira turma em 2002. Reflexo do perfil docente original, a ênfase escolhida: “Projeto e Tecnologia do Ambiente Construído” vem contribuindo efetivamente na produção científica e tecnológica da área e na formação acadêmica de muitos profissionais brasileiros e estrangeiros.  Já em 2004, com apenas dois anos de funcionamento, o PósARQ foi reavaliado pela CAPES e recebeu conceito 4, em reconhecimento à alta produtividade e qualidade de sua atuação.

A integração entre o PósARQ e departamentos de grande projeção nacional existentes na UFSC, como os Departamentos de Expressão Gráfica, de Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção e Sistemas, tem ampliado a capacitação profissional da área por meio da  utilização da infraestrutura laboratorial disponível, onde se destaca a capacidade de desenvolvimento de pesquisas e a produção de conhecimento de modo interdisciplinar, necessária para o enfrentamento dos desafios contemporâneos da área de Arquitetura e Urbanismo

Nos últimos anos, docentes do PósARQ, além das atuações ligadas ao programa, ofereceram disciplinas a outros programas de pós-graduação da UFSC, orientaram dissertações e teses e participaram de projetos de pesquisa financiados por órgãos de fomento e contribuíram na avaliação de novos programas na área de conhecimento. Além disso, a participação e a representatividade desses docentes em importantes associações científicas e/ou profissionais no âmbito nacional e internacional; aliadas à formação docente conquistada e o constante aprimoramento em importantes centros de pesquisa do país e do exterior confirmam o amadurecimento necessário ao suporte do programa, que teve seu projeto de Doutorado aprovado pela CAPES no ano de 2009, com conceito inicial 4.

OBJETIVOS

O principal objetivo do PósARQ é propiciar meios onde a pesquisa impulsione a produção arquitetônica no país. O programa objetiva ainda formar recursos humanos de alto nível e capacitar docentes das instituições de ensino superior à produção de conhecimento científico e tecnológico de qualidade, com ênfase na área de Projeto e Tecnologia do Ambiente Construído. São objetivos específicos:

  • Formar pesquisadores e docentes;

  • Incrementar pesquisas em projeto e tecnologia do ambiente construído;

  • Buscar, como resultado de pesquisas, a solução de problemas e carências da comunidade em geral.

  • Intermediar a obtenção de recursos necessários para a viabilização dos projetos de pesquisa propostos que fundamentarão futuras dissertações.

O Programa oferece uma única área de concentração: Projeto e Tecnologia do Ambiente Construído que objetiva fundamentar a multidisciplinaridade da atividade projetual, através do aprofundamento do conhecimento tecnológico com vistas à qualificação do projeto em termos construtivos e ambientais.

Nestes termos, a partir de 2009, duas linhas de pesquisa dão suporte aos estudos desenvolvidos, quais sejam:

ESTRUTURA DO PROGRAMA

MESTRADO EM ARQUITETURA E URBANISMO

O Mestrado  tem carga horária mínima de 24 créditos, dentre os quais 06 créditos correspondem ao Trabalho de Conclusão – Dissertação. Dos 18 créditos restantes, 03 créditos equivalem à única disciplina obrigatória do curso denominada “Metodologia Científica Aplicada”. Os 15 demais créditos são efetuados a partir de disciplinas eletivas oferecidas no curso, podendo o aluno optar por disciplinas de diferentes linhas de pesquisa. É garantido ao aluno o direito de validar o máximo de 06 créditos em disciplinas de outros programas, conforme o Regimento Interno.

Todas as disciplinas do curso têm caráter teórico e 03 créditos, correspondendo cada crédito a 15 horas/aula, conforme estipula o Regimento Interno. Por disciplina teórica entende-se o tratamento de conteúdos através de aulas expositivas, trabalhos e/ou atividades complementares de pesquisa.

A carga do Trabalho de Conclusão (Dissertação) é de 6 créditos, correspondendo cada crédito a 45 horas/aula.

A carga total do curso é de 540 horas, distribuídas em 270 horas correspondentes a 18 créditos em disciplinas e 270 horas correspondentes a 06 créditos de Trabalho de Conclusão.

Tem a duração mínima de 12 (doze) e máxima de 24 (vinte e quatro) meses. O curso é trimestral, com processo seletivo anual e uma única entrada no início de cada ano.

DOUTORADO EM ARQUITETURA E URBANISMO

O Doutorado  tem carga horária mínima de 48 créditos, dentre os quais 12 créditos correspondem ao Trabalho de Conclusão – Tese. Dos 36 créditos restantes, 15 créditos eqüivalem à três disciplinas obrigatórias do curso denominadas: “Metodologia Científica Aplicada” (03), “Instrumentação para a Tese” (06) e “Seminários para a Tese” (06). Os 21 demais créditos são efetuados a partir de disciplinas eletivas oferecidas no curso, podendo o aluno optar por disciplinas de diferentes linhas de pesquisa. É garantido ao aluno o direito de validar o máximo de 24 créditos em disciplinas de outros programas, conforme o Regimento Interno.

Todas as disciplinas do curso têm caráter teórico e 03 créditos, correspondendo cada crédito a 15 horas/aula, conforme estipula o Regimento Interno. Por disciplina teórica entende-se o tratamento de conteúdos através de aulas expositivas, trabalhos e/ou atividades complementares de pesquisa.

A carga do Trabalho de Conclusão (Tese) é de 12 créditos, correspondendo cada crédito a 45 horas/aula.

A carga total do curso é de 1080 horas, distribuídas em 540  horas correspondentes a 36 créditos em disciplinas e 540 horas correspondentes a 12 créditos de Trabalho de Conclusão.

Tem a duração mínima de 24 (vinte e quatro) e máxima de 48 (quarenta e oito) meses. O curso é trimestral, com processo seletivo anual e uma única entrada no início de cada ano.

LABORATÓRIOS E GRUPOS DE PESQUISA

O PósARQ conta com o apoio de diversos laboratórios e grupos de pesquisa tanto para o desenvolvimento das atividades didáticas como para as atividades de pesquisa e alocação de mestrandos e doutorandos.

Laboratórios:

  • LabCon/ARQ – Laboratório de Conforto Ambiental, responsável prof. Dr. Fernando O. R. Pereira.

  • LabSisco/ARQ – Laboratório de Sistemas Construtivos, responsável prof. Dr. Fernando Barth.

  • LabRestauro/ARQ – Laboratório de Restauro , responsável prof. Dr. João Carlos de Souza.

  • LabMoMa/ARQ – Laboratório de Modelos e Maquetes, responsável prof. Dr. Martin O. Mizgier.

  • LDA/ARQ – Laboratório de Documentação e Acervo, responsável prof. Dr. Luiz Eduardo F. Teixeira.

  • HiperLab/EGR – Laboratório de Ambientes Hipermídia para a Aprendizagem, responsável profa. Dra. Alice C. Pererira.

  • LabFSG/ECV – Laboratório de Fotogrametria, Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento, responsável prof. Dr. Carlos Loch.

  • LabEEE/ECV – Laboratório de Eficiência Energética em Edificações, responsável prof. Dr. Roberto Lamberts.

Grupos de Pesquisa registrados no diretório do CNPq e vinculados ao PósARQ:

  • INFOARQ/ARQ – Grupo de Pesquisa da Informática na Arquitetura, líder prof. Dr. Renato Tibiriçá de Saboya..

  • Grupo PET/ARQ – Programa Espacial de Treinamento, líder profa. Dra. Vera Helena M. Bins-Ely

  • GAAMA/ARQ – Grupo de Acústica Arquitetônica e Meio Ambiente, líder profa. Dra. Elvira B. V. da Silva

  • GDA/ARQ – Grupo de Desenvolvimento em Sistemas de Alvenaria, líder prof. Dr. Humberto Roman

  • GPDU/ARQ – Grupo de Pesquisa em Desenho Urbano e Paisagem, líder profa. Dra. Alina G. Santiago

  • APEU/ARQ – Grupo de Pesquisa em Arquitetura, Paisagem e Espaços Urbanos líder profa. Dra. Sonia Afonso.

  • GPTAC/ARQ – Grupo de Pesquisa em Tecnologia do Ambiente Construído, líder prof. Dr. Fernando Barth

  • GPCAEN/ARQ – Grupo de Pesquisa em Conforto Ambiental e Eficiência Energética na Arquitetura, líder Prof. Dr. Fernando O. R. Pererira

  • GEAHiper/EGR – Grupo de Estudo de Ambiente Hipermídia voltado ao Processo de Ensino-Aprendizagem, líder profa. Alice T. C. Pereira.

  • GPCTMGT/ECV – Grupo de Pesquisa em Cadastro Técnico Multifinalitário e Gestão Territorial, líder prof. Dr. Carlos Loch

  • GIEM/ECV – Grupo Interdisciplinar de Estudos da Madeira, líder profa. Dr. Angela do Vale.

PERSPECTIVAS

Como perspectiva de evolução, como resultado de Seminário de Planejamento Estratégico realizado em julho de 2012, o PósARQ tem buscado implementar e/ou ampliar as seguintes ações:

  • Dar maior visibilidade ao programa através do aumento de intercâmbios institucionais;

  • Incentivar a publicação docente em periódicos qualificados (Qualis A1 , A2 e B1), ampliando a produção bibliográfica através da mediação para maior apoio financeiro institucional e da consolidação dos grupos de pesquisa;

  • Incentivar a captação de recursos externos para o desenvolvimento de atividades de pesquisa.

  • Promover a inserção de docentes em Programas de Pós-doutorado em Instituições Internacionais, estabelecendo laços científicos e de pesquisa. (em 2012, 4 docentes saíram para pós-doutorado no exterior) 

VISIBILIDADE E INSERÇÃO INTERNACIONAL

O PósARQ busca dar visibilidade as suas ações e atividades através de sua página na rede, que também possibilita a divulgação e discussão de conteúdos programáticos relativos ao programa. O site do PósARQ, em processo permanente de atualização, já congrega um ambiente de ensino e aprendizagem – AVA-AD, que permite fóruns de discussão exclusivos do corpo docente, ambiente de orientação e apoio às disciplinas. Os Cursos de Mestrado e de Doutorado do PósARQ congrega docentes com larga experiência em orientação de pesquisa, além de uma participação crescente em instituições estrangeiras. 

A política do PósARQ tem sido a de ampliar a participação do corpo docente em organismos internacionais, palestras e eventos científicos, dando visibilidade ao programa no cenário nacional e internacional. 

Destacamos a participação dos docentes PósARQ em sociedades científicas, comitês editoriais e comissões organizadoras: 

Vera Helena Moro Bins Ely (ICOMOS e ABERGO), Carlos Loch (ICOMOS), Elvira Barros Viveiros (Revista Ciência Hoje, Sociedade Brasileira de Acústica, ENCAC, Institute of Acoustics, Revista do Ambiente Construído, Euronoise 2009), Fernando Oscar Ruttkay Pereira (Passive and Low Energy Architecture International Association, Illuminating Engineering Society of North América, CIE-Brasil, Revista ANTAC, Journal of Building Simulation, International Journal Management of Environmental Quality, Coordenação Geral da Bienal Arostegui), Carolina Palermo (CTHAB), Alina Gonçalves Santiago (ENEPEA, Periódico Paisagem e Ambiente), Sonia Afonso (ENEPEA, Periódico Paisagem e Ambiente), Carlos Loch (Revista Brasileira de Cartografia, membro titular da Comissão de Cadastro e Gestão Territorial da Sociedade Brasileira de Cartografia, diretor executivo da Rede de Tecnologia Aeroespacial e Cartográfica, representante estrangeiro - Deutsche Geodätische Kommission), Fernando Simon Westphal (presidente da Associação Brasileira para Simulação do Desempenho de Edificações, IBPSA-Brasil), Humberto Roman (International Masonry Society da American Society of Civil Engineers), Roberto Lamberts (membro de ASHRAE - American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers e IBPSA -International Building Performance Simulation Association. Revisor Energy in Buildings, Building and Environment, Energy Policy, Solar Energy e membro do corpo editorial do International Journal of Building Performance Simulation).

Também, neste sentido, o PósARQ tem promovido eventos científicos internacionais de modo direto, como os recentes CTHab’2012  - IV Congresso Brasileiro e III Ibero-americano de Habitação Social (12 a 15 de novembro de 2012) ou indireto como o 15° IB²MaC - The 15th International Brick and Block Masonry Conference (03-06 de junho de 2012), ambos em Florianópolis, Brasil.

Livreto Livro

    Lista de Disciplinas Isoladas deferidas para o semestre 2021-1[mais]

    Seminário de Lisboa a Floripa: O destino das viagens em tempo de pandemia e busca de coesão territorial[mais]

    Seminário: A mobilidade sustentável pós-pandemia: de Lisboa à Floripa[mais]

    Lista de Disciplinas Isoladas deferidas para o semestre 2020-2[mais]
|

    Alunos de Arquitetura e Urbanismo/UFSC são premiados com projeto de escola sustentável na Tanzânia[mais]

    Ofício n. 14/2019/ARQ. Obra do Corredor de Transporte (CT) da rua Dep.Antonio Edu Vieira[mais]

    Resgate da memória dos pareceres do ARQ sobre os impactos sócio-ambientais[mais]

    Mural da Sustentabilidade. Um observatório de boas práticas em torno dos 17 ODS[mais]
|